top of page
Buscar
  • douglas578

Como escolher uma plataforma de VOD e TV para provedor de internet?

Atualizado: 14 de dez. de 2022

Dentro de uma lógica de mercado, soluções modernas como TV para provedor de internet podem ser ideias de milhões.


Com o VOD, sigla para Vídeo on Demand, é possível contar com um sistema capaz de distribuir mídia de acordo com as preferências dos usuários.

Assim, eles têm como consumir conteúdos sem a dependência de dispositivos e programações tradicionais.


Nessa lógica, filmes, séries e demais conteúdos de áudio e vídeo passam a ser acessíveis via celular, tablet, computador, entre outros.

Assim, a oferta de serviços como de IPTV por exemplo, se mostra cada dia mais atraente para quem trabalha com a assinatura de provedor de internet.


Isso torna viável, por exemplo, que o negócio ofereça um pacote com telefone, internet e TV por um valor acessível e atraente.

Como resultado, sua empresa pode encontrar um espaço no mercado que antes era inviável.


Porque VOD é o futuro da TV para provedor de internet

De acordo com o IBGE, aproximadamente dois terços dos brasileiros já têm alguma forma de acesso à web.

Só isso já mostra o potencial que a oferta de conteúdos mais flexíveis apresenta.

É o que comprova a pesquisa Video Viewers, do Google.


De acordo com ela, houve um crescimento de 135% no consumo de vídeos pela internet.

Enquanto isso, o crescimento da TV tradicional foi correspondente a 13%.

Este é o cenário que se apresenta.


Não por acaso, cada vez mais emissoras tradicionais têm investido pesado em soluções sob demanda.

É o caso da Globo Play, por exemplo.


Mesmo se tratando de uma das maiores redes de comunicação do continente, a Globo optou por criar sua própria plataforma de conteúdo visando as mudanças que a tecnologia nos impõe.


O grande desafio para as empresas é se adequar a essa realidade de maneira vantajosa para o seu negócio.

Hoje, o vídeo já é um recurso que vai além do entretenimento.

Ele serve como ferramenta para viabilizar a comunicação, seja com o público interno seja para o externo.


Mais do que isso, ele ajuda a divulgar projetos, a conquistar clientes e transformá-los em consumidores fidelizados e até permite que o ensino a distância se torne um diferencial para instituições de ensino.

Como funciona o sistema VOD

A Netflix é o exemplo mais óbvio de plataforma de VOD.

Dentro dela é possível conferir todo um catálogo de filmes e séries.

Sendo que alguns conteúdos são originais e exclusivos para seus assinantes.


Dentro de uma lógica de mercado, a Netflix veio para ocupar uma brecha deixada por grandes multinacionais do entretenimento.

Se antes o mercado cinematográfico girava em torno de valores elevados para o consumo de novos filmes e séries em cinemas ou canais pagos, agora o acesso a eles pode ser feito a qualquer momento em uma plataforma que coloca o cliente em primeiro plano.


Com essa tecnologia de VOD é possível transmitir conteúdo de duas formas diferentes:

  • Por meio de decodificador tradicional;

  • Usando dispositivos remotos.

E o que é melhor: esse sistema permite que os conteúdos sejam baixados sempre que o usuário tiver interesse.

É nessa lógica que a TV para provedor de internet aparece como uma ideia interessante.


Por que investir nessa solução?

Soluções como IPTV, por exemplo, permitem serviços como pay-per-view, live stream e TV sob demanda, quando os canais selecionados são gravados para consumo sempre que o usuário quiser.


Isso faz com que a oferta de serviços de TV para provedor de internet vá além da programação tradicional, dando maior liberdade ao contratante.

Em um momento em que a tecnologia streaming tem se popularizado, as ISP’s podem recorrer a esse tipo de solução na busca por um melhor posicionamento de mercado.

Isso sem citar o que o futuro nos reserva.


Daqui alguns anos, trabalhar com plataformas de VOD tende a se tornar uma obrigação para esse tipo de empreendimento.

Assim, cabe às ISP’s terem o cuidado necessário para escolher os parceiros certos na montagem dessa solução.


Isso porque é essa escolha que dará a elas as condições ideais para se posicionarem no mercado.

E pensando na forma como grande parte das empresas têm entrado nessa disputa, isso faz com que a escolha de bons serviços de VOD exija um plano cuidadoso e uma boa estratégia.


O VOD na realidade empresarial


Empresas podem optar por uma plataforma de vídeos online ou subir os arquivos usando um servidor próprio.

A questão é que para garantir a maior qualidade nesse processo, vale a pena considerar a questão do espaço.


Ao subir muitos vídeos no servidor do site, provavelmente a empresa acabará gerando uma sobrecarga nele.

Isso sem falar na infraestrutura.

É importante que ela seja grande o suficiente para lidar com a quantidade de acessos.

Dependendo do projeto, um único vídeo pode atrair milhões de acessos simultâneos.

Logo, com uma infraestrutura não adequada para TV para provedor de internet, a tendência é que o site apresente lentidão, trave ou acabe saindo do ar.


Em todo caso, isso pode repelir visitantes e tornar o conteúdo pouco interessante.

Trabalhando com uma plataforma, sua empresa terá como recorrer a um servidor dedicado.

Isso quer dizer que toda a estrutura necessária para receber essa sobrecarga estará montada. Assim o seu servidor fica imune a riscos.


O que considerar na escolha de uma plataforma de VOD

É importante observar alguns elementos.

Entre eles, para quem o conteúdo será direcionado.

Além disso, vale a pena ter em mente se a ideia é monetizar os vídeos, as formas de interação com os espectadores, entre outros.


Em resumo, é válido traçar objetivos e em função disso definir uma verba.

Algumas informações relevantes que as plataformas permitem a você analisar são:

  • Audiência total e por usuário;

  • Pico de audiência;

  • Tempo médio de visualização dos vídeos;

  • Audiência por dispositivo;

  • Compartilhamentos;

  • Locais de reprodução.

É importante avaliar se a plataforma escolhida oferece essas métricas porque isso permite à empresa qualificar sua oferta de conteúdos e acertar em cheio a audiência desejada.

Também em relação à monetização, vale a pena contar com uma plataforma que ofereça diferenciais em termos de sistemas de pagamento.


É preciso que eles sejam seguros e fáceis de serem adotados.

Por fim, o suporte técnico também é importante.

É ele que ajudará a empresa a lidar com eventualidades com rapidez e qualidade. De preferência, em português.


Entendeu agora como escolher uma plataforma de VOD e TV para provedor de internet?

Então entre em contato conosco para saber como a Olé TV pode fazer a diferença no seu negócio!

3 visualizações
bottom of page