top of page
Buscar
  • douglas578

Saiba como escolher seu modelo ideal de ONT

No momento da instalação de uma rede, a provedora de internet precisa identificar qual tipo de tecnologia utilizar. Entre as principais delas temos a ONT (Optical Network Terminal) e a ONU (Optical Network Units).


A decisão por uma ou outra opção precisa levar em conta uma série de fatores, como tipo de equipamento, cabeamento, entre outras especificidades do projeto. O que você precisa saber, em um primeiro momento, é que a tecnologia dos aparelhos ONT representam uma evolução em relação às gerações anteriores.


Neste artigo, nos aprofundamos na discussão a respeito dessas tecnologias ao demonstrar o que avaliar na hora de realizar a sua escolha. Continue a leitura e saiba mais.


Quais as diferenças entre ONU e ONT?


ONT e ONU são equipamentos com performance distintas no provisionamento de serviços de fibra óptica, seja em relação à qualidade nas conexões ou a própria capacidade de redes. Ambas se utilizam dos mesmos princípios de distribuição de pacotes de dados, mas atendem o público de maneiras distintas.


A ONT (Optical Line Termination) é um equipamento que em seu funcionamento recebe e transmite o sinal de internet. Isso ocorre por intermédio da conversão do sinal óptico que vem do provedor, se valendo de uma rede óptica passiva (rede PON – Passive Optical Network) para o sinal elétrico.


O seu módulo de uso pode ser configurado para utilização de diversos serviços, como banda larga, vídeo (IPTV/VoD), telefonia (VoIP), entre outros. As ONTs, de maneira geral, também contam com Wi-Fi, por onde é possível conectar múltiplos equipamentos simultaneamente, sem a utilização de cabos e fios.


A ONU (Optical Network Unit), por sua vez, é um equipamento externo que recebe o sinal óptico da rede PON do provedor. Os locais mais comuns onde são utilizados costumam ser armários, vias públicas de forma protegida, pedestais, entre outros.


Este equipamento não necessita estar conectado a uma fonte de alimentação, pois tem autonomia de energia. Além disso, ele atende os clientes por meio de uma rede metálica, sem realizar interface direta da sua casa com a rede PON.


Como escolher o melhor ONT?



Visando o funcionamento da rede de internet, os provedores precisam escolher o melhor modelo de ONT. Existem tanto modelos simples, com apenas uma porta Ethernet quanto aqueles mais completos, equipados com Wi-Fi, Ethernet, voz, além de saída RF para televisão.

A escolha por tais funcionalidades deverá levar em conta a necessidade do provedor. Atualmente, é comum encontrar aparelhos no mercado com as seguintes interfaces: ethernet, FXS, USB e Wi-Fi.


Ainda que seja comum a opção pelo maior número de funcionalidades possíveis, é preciso ter cautela. Isso porque o processo de configuração da ONT é realizado pelo próprio provedor e, quanto mais funcionalidades o equipamento permitir, mais demandas por manutenção ele pode gerar.


Além da disponibilização do sinal de internet, também é possível a utilização da ONT em sistemas de TV por assinatura, visando a interligação de câmeras IPs com as centrais de gravação e monitoramento.


Cuidados com a instalação de ONTs


Uma ONT conta com um grande número de interfaces de conexões, e pode ser montada tanto na parede, quanto na mesa. É importante também ter atenção às condições do local onde o ONT será instalado. O ambiente deve estar limpo e seco.


Dê preferência para instalar o ONT próxima de equipamentos que funcionem a partir de conexão direta, como um computador ou uma TV. Dessa forma, a conexão não fica sujeita a interferências e evitam-se danos aos equipamentos.


A operação do aparelho deve ocorrer entre 0ºC e 40ºC e os cabos utilizados na instalação devem ser próprios para o equipamento. Ao conectar a ONT na rede elétrica, confira quais são as orientações trazidas pelo fabricante no manual do equipamento.


Realize as conexões com a fibra somente após se certificar que as entradas de cada cabo e os demais componentes estão limpos. Muita atenção também manusear os cabos da fibra, pois isso pode causar perda ou atenuação indesejável no sinal óptico. A curvatura considerada aceitável é de no máximo 30 mm para fibras descascadas.


De modo a se evitar danos ao gabinete da ONT, utilize parafusos adequados para o local onde for ocorrer a instalação. Evite também contato com as áreas de conexão de fibra para não danificar o sistema. A gordura das mãos pode causar interferências na transmissão do sinal.


Além dos cuidados já citados para a instalação, o profissional deve ter atenção a alguns pontos adicionais.

  • Use uma pinça ou fita adesiva para manusear os pedaços de fibra óptica, nunca utilize os dedos;

  • Limpe os conectores com luvas de borracha. Elas evitam o contato direto com o álcool isopropílico e a contaminação das pontas dos conectores ópticos com a oleosidade da pele;

  • Evite exposição direta às extremidades de conectores ópticos. A radiação do laser pode estar presente e é prejudicial aos olhos;

  • Nunca olhe diretamente para uma fibra óptica ativa ou para um conector de fibra óptica de um dispositivo que esteja alimentado;

E agora que você já sabe tudo sobre o equipamento ONT, convidamos você a conferir mais um conteúdo de nosso blog. Desta vez, falamos sobre Plataformas de VOD e TV: veja 4 benefícios antes de contratar a sua.


65 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page