top of page
Buscar
  • douglas578

Provedor de internet: como sobreviver aos primeiros anos no negócio?

Quando se começa qualquer atividade empresarial é importante pensar em dois elementos: a qualidade da oferta que chega ao cliente e a organização do projeto. Especialmente quando se trata de um mercado competitivo como o de provedor de internet, a atenção a esses elementos é essencial.


Quanto à oferta, é preciso que a empresa firme parcerias estratégicas, que tragam soluções qualificadas para seus clientes. Já em termos de organização, fundamental é exercer o devido controle sobre diferentes setores do projeto.


É sobre isso que este conteúdo se trata. Saiba como lidar com essas duas exigências e fazer da adaptação a elas um diferencial do seu empreendimento.


Desafios de se trabalhar com provedor de internet

Algo fundamental de ser lembrado é que provedores de internet locais precisam lidar com concorrentes de porte nacional. E empresas de grande porte têm recursos e estrutura para trabalhar com ofertas atrativas para os clientes. Olhando sob essa ótica, pode parecer um grande erro competir com esse tipo de empresa.


Entretanto, mesmo companhias como Claro, Vivo e Oi deixam brechas que podem ser exploradas. O atendimento, o suporte e a proximidade com os clientes são exemplos.

Basta verificar os resultados de pesquisas envolvendo essas organizações em sites como o Reclame Aqui ou mesmo nas redes sociais. É um fato que elas estão entre as primeiras em relação a reclamações e atendimento ruim. E isso tem sido recorrente nos últimos anos.


Para o empreendedor mais atento essa situação representa uma oportunidade. Com um serviço mais próximo do cliente, é possível não só resolver eventuais problemas com muito mais rapidez, como também criar ofertas de acordo com demandas pontuais, aumentando a lucratividade.


Em resumo, esse talvez seja o maior desafio de se trabalhar nesse setor: o de se organizar de maneira tão eficaz, a ponto de identificar essas brechas e explorar.


A oferta e a organização do negócio: como qualificar

Tendo em mente a importância desses dois elementos, chegou a hora de qualificar os dois. A base para isso é o estudo de mercado para provedor de internet. Com ele é possível primeiro identificar a demanda possível para em função dela montar uma estrutura capaz diferenciada.

As empresas precisam primeiro compreender a realidade do mercado em que atuam. Em seguida, elas devem identificar as brechas para se posicionar.


Companhias que conseguem observar bem o mercado a ponto de entender que as pessoas precisam de determinada solução em específico são muito mais atraentes do que aquelas que atuam de maneira mais genérica. Portanto, é preciso saber o que se procura para somente então se esforçar para atender bem.


Como pensar nas parcerias

Feito isso, é recomendável recorrer a soluções capazes de gerar destaque no mercado. É nessa hora que os bons parceiros podem aparecer. É preciso avaliar entre eles se podem ajudar a sua empresa a entregar diferenciais em relação a:

  • preço;

  • qualidade;

  • atendimento.

O ideal é que o projeto se sustente sobre uma estrutura adequada para provedor de internet. Não só para fazer boas ofertas, mas também para garantir que tudo o que envolve o cliente seja satisfatório.


É nesse sentido que elementos como a estrutura física, a capacidade de dar respostas rápidas e a qualificação da equipe precisam ser pensados.


4 dicas para sobreviver aos primeiros anos no negócio



Considerando tudo o que foi apresentado, talvez o grande problema seja organizado essa estrutura no início do projeto. Para simplificar essa busca, vale a pena conferir as dicas sobre como lidar com provedor de internet no começo do projeto.


1. Se organize financeiramente

A melhor maneira de uma empresa iniciante se organizar é planejando seu crescimento. Para não se perder em dívidas, o ideal é estudar os valores necessários para manter o negócio em curto, médio e longo prazos.


Assim, ela pode levantar um capital inicial para se precaver em relação às primeiras oscilações do empreendimento e, em seguida, já contar com os lucros do negócio para crescer do jeito certo.

Nessa lógica, saber como investir, além de manter um capital de giro são conhecimentos essenciais.


2. Fique de olho na concorrência

O mercado dá sinais. Se ao seu redor existem concorrentes, significa que existe demanda. E essa é uma boa notícia. É muito difícil que uma região onde ninguém atua seja realmente atrativa para montar um negócio.


A questão é que uma nova empresa precisa encontrar o seu espaço para explorar. É essencial se diferenciar de alguma forma, seja por preço, qualidade ou atendimento.

Por isso, uma dica é ficar de olho na concorrência para saber se existe alguma brecha. A boa notícia é que isso fica muito mais fácil de fazer quando existem concorrentes grandes, já que a tendência é que essas empresas não sejam tão próximas dos clientes.


3. Vá em busca de novos clientes

A prospecção de clientes é uma das tarefas mais difíceis em negócios novos. De acordo com Philip Kotler, um dos maiores especialistas em marketing no mundo, “conquistar um novo cliente pode custar entre 5 e 7 vezes mais do que manter um atual”. A questão é que empresas iniciantes ainda não têm uma carteira de clientes pronta.


Por isso é importante pensar em estratégias de topo de funil. Esse é um conceito que diz respeito a um público mais amplo, que não necessariamente está decidido a comprar alguma coisa.


A ideia é criar conteúdo visando um objetivo muito simples: conscientizar a pessoa de que ela pode ter um problema. Assim fica muito mais fácil apresentar a sua empresa como uma solução possível. O conceito de funil de vendas visa criar uma estratégia para conduzir um consumidor em potencial da fase de atração até a conversão.


4. Fidelize os clientes que já possui

Por fim, uma vez que já conquistou um cliente, o ideal é fidelizá-lo. Isso é possível por meio de estratégias simples de serem executadas.

Brindes e ofertas específicas para renovação de planos costumam ser o caminho ideal para explorar a ideia de Kotler e manter sua base consumindo de você.


Em resumo, é preciso não parar no ato da venda. Empresas que conseguem se conectar com os clientes mesmo depois de fechar negócio tendem a aumentar seu ticket médio e assim ocupar um espaço muito mais interessante no mercado.


Entendeu como se organizar para trabalhar com provedor de internet? Então acompanhe nosso site e redes sociais para conferir mais conteúdos como este.

3 visualizações
bottom of page